Bruce Flatt

Bruce-Flatt-brookfield-asset-management

Chief Executive Officer

Bruce Flatt é CEO da Brookfield Asset Management, uma empresa global, líder em gestão de ativos alternativos com mais de US$ 265 bilhões de ativos sob gestão. A Brookfield é uma empresa de investimentos de valor global centrada nos setores de ativos imobiliários, de energia renovável e infraestrutura.

Flatt ingressou na Brookfield em 1990 e é CEO há 15 anos. Sob sua liderança, a Brookfield expandiu sua presença global contando com 700 profissionais no setor de investimento em 100 escritórios distribuídos em mais de 30 países. As atividades são conduzidas por meio dos três fundos privados principais para clientes institucionais e quatro entidades listadas de capital permanente: Brookfield Property Partners, Brookfield Renewable Partners, Brookfield Infrastructure Partners e Brookfield Business Partners, todas com ações negociadas na Bolsa de Valores de Nova York.

Flatt preside o Comitê de Investimentos da Brookfield, cuja abordagem de investimento é a de aquisição de bens de alta qualidade por menos que o custo de substituição ao analisar as oportunidades em regiões e setores durante períodos de transtornos financeiros ou desafios operacionais. O comitê também usa sua profunda experiência global para melhorar o desempenho a longo prazo de seus clientes.

Antes de sua função atual, Flatt administrava uma empresa do setor imobiliário, incluindo as aquisições após a falência da Olympia & York em Nova York no início dos anos 1990, o que se tornou a base de crescimento do grupo de property. Após as aquisições, a empresa passou a construir e adquirir globalmente um portfólio de escritórios icônicos, investindo em numerosas e complexas situações corporativas. O mesmo processo foi instituído nos negócios da Brookfield de energia renovável, infraestrutura Brookfield e, mais recentemente, nas ampliações dos negócios de private equity.

Outras transações significantes recentes incluem a aquisição da empresa colombiana Isagen e da Canary Wharf e Center Parcs no Reino Unido, além de participações importantes na GGP nos EUA, na empresa de infraestrutura Babcock & Brown e na companhia portuária Asciano na Austrália.

Flatt esteve em mais de 20 conselhos de empresas públicas nas últimas duas décadas.