Uma iniciativa solar comunitária inédita

Minute Read
Ao disponibilizar várias coberturas para um locatário de escritório, a Brookfield Properties possibilitou a criação de uma matriz solar que reduz os custos de eletricidade de moradores de casas populares 

A Brookfield Properties está envolvida em um projeto solar inovador, o primeiro desse tipo, em parceria com seu locatário, o escritório de advocacia Nixon Peabody, em Washington, DC. A Lei de Energia Renovável da Comunidade, aprovada nos Estados Unidos em 2013, permite que os produtores de energia solar direcionem os créditos de energia associados à sua produção solar para outros contribuintes. Agora, três coberturas se tornaram os primeiros locais comerciais no centro da cidade a produzir energia solar para essa finalidade.

Nixon Peabody

A solar cell array for affordable housing project
Painéis solares

Em 2014, o direito do locatário de usar o telhado do endereço 799 Ninth Street para gerar energia solar foi negociado no valor do aluguel. No entanto, à medida que o complexo planejamento e o financiamento da infraestrutura de energia solar avançava (um desafio que impediu vários edifícios comerciais de instalar energia solar), ficou claro para o Nixon Peabody que seria necessário mais de um telhado. A Brookfield Properties trabalhou em conjunto com o locatário para encontrar e alocar espaço adicional em mais dois edifícios do centro da cidade, o que permitiu que o projeto fosse em frente. 

A matriz solar começou a funcionar em dezembro de 2016, e mais de 60 casas populares da zona sudeste de Washington deverão ter cerca de US$ 20 de economia por mês na conta de energia elétrica como resultado direto dos painéis da Brookfield/Nixon Peabody.